domingo, 16 de janeiro de 2011

O poeta está vivo.


O poeta está vivo com seus moinhos de vento, a impulsionar a grande roda da história. O poeta não morreu, foi ao inferno e voltou. Conheceu os jardins do Éden e nos contou.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Madrugada.

Despedir-se da madrugada enquanto todos ainda dormem. Ofuscar-se diante a luz do sol que vai surgindo minuto após minuto até que aquela escuridão que tomava conta de seu interior, se modifique e o faça sentir falta das primeiras horas novamente. O sono é algo que não existe mais e, nem boas xícaras de café seriam causa pra tanta estima.
Eu adoro a madrugada. Tão fria, quase irreal. Todos deveriam ama-la, aliás. Conseguem sentir a essência de seus rastros? O cheiro que se espalha pelo ar anunciando sua chegada? É fácil. Me sinto sozinha e feliz, mas apenas nessa hora. A madrugada engana, acreditariam se eu dissesse?
Há coisas que a gente apenas aceita, não há modos de entender. Particularmente, não sou boa em aceitar as coisas, mas enquanto todos dormem, minha mente viaja longe, carrega toda a angústia consigo e esquece de guardar segredos. Não lembra sua origem, e principalmente, esquece de raciocinar. Na madrugada, minha mente é retardada. E a vida? A vida é mais tranquila.

domingo, 2 de janeiro de 2011

She said


Não deixe que a ignorância cegue você. Abra seus olhos, coração e sua mente. E se você está se sentindo sozinho, saiba que o mundo pode ser um lugar solitário, mas seria mais solitário sem você nele.

Hayley Williams

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

É mais comum do que parece.

Esconder para não machucar. Se machucar e fingir que nada aconteceu.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

My stuffs

Xingo mentalmente quando não tenho coragem de colocar tudo pra fora, ou simplesmente escrevo.  Tenho vergonha de falar em público, apresentar trabalhos. Como todo mundo, odeio falsidade e não entendo como ela ainda existe já que 'todo mundo odeia falsidade'. Consigo rir de tudo, da melhor piada do mundo a 'pudim de chocolate' (alguém conhece essa história?). Infelizmente, choro muito fácil também. Odeio leva sustos, mas gostos de coisas que dão medo. Odeio gente que se acha bipolar/depressiva e mal sabe que isso é uma doença séria. Não acho que destino existe, mas não fico um só dia sem ler meu horóscopo. Não costumo chamar as pessoas no MSN, mas existem exceções. Não acho que o sofrimento seja eterno, seja ele qual for, uma hora sempre passa. Gosto de alertar e depois que alguém fez a cagada dizer: 'eu te disse'. Não me surpreendo quando me decepciono comigo mesma, mas com as outras pessoas é outra história. Meu guarda-roupa é sempre uma zona, e eu odeio zona. Não gosto de todo tipo de surpresa, por mais que seja para agradar. Pra mim, português é a melhor matéria do mundo. Odeio drama aonde não existe nada. Sou doida por coisas fofas, seja ursinhos de pelúcia, correntinhas, casaquinhos ou whatever. Não sou muito fã do calor, mas sempre sinto saudades dele quando está muito frio. Não me irrito muito fácil, mas algumas coisas me tiram do sério. Bom, os emoticons do MSN me tiram do sério, principalmente aquele sorriso falso. Odeio estupidez. Não sou muito boa em reconhecer ironias. Na hora de mentir, eu sempre me atrapalho e a pessoa acaba descobrindo. Voz rouca ou grossa me encanta. Ler, ler, ler, ler, ler, ler; é isso que faço quando não tenho internet. Tenho sonhos totalmente sem noção, mas só lembro dos meus sonhos quando acordo sem despertador. Sempre me sinto mal sem motivo. Sempre me sinto bem sem motivo. Adoro a madrugada. Dinheiro me trás muita felicidade, e quem dizer que não, está mentindo. Sou capaz de engolir muitas coisas para não machucar as pessoas que eu gosto. Toda coisa ruim tem um lado bom. Odeio ser dependente. Não vivo sem internet. Sou completamente viciada em twitter. Tenho preguiça de tudo o tempo todo. Nunca vi um eclipse lunar. Acho tatuagem sexy, mas não faria, não ainda. Adoro ignorar. Não tenho glamuor, aliás, me acho bem sem sal. Acordar cedo, pra mim, não é uma boa ideia. Não vivo sem música. Adoro o estilo rockabilly. Acho tosco quem pede para comentar em fotos. A pessoa que você pediu, não quer, então o que ela falar, não é sincero. Um corpo e rosto lindo é inútil se a mente não funciona. Não gosto de praia. Pessoas semi-nuas, cabelo altamente ressecado, estresse e sol de rachar a cabeça.

Essa sou eu, minhas coisas, minhas opiniões e  meus comportamentos.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Prefiro livros a pessoas;

Assim como capas de livros, pessoas também enganam. É, as pessoas têm uma coisa que as páginas não possuem: vuneralidade! Pois, por mais que a história seja mal escrita, ela sempre será a mesma. As palavras que lá estão nunca irão mudar, serão sempre as mesmas gostem ou não. Já as pessoas, ah... essas sim, têm o poder de mudarem a toda hora, tão mesquinhas e influenciadas.

E é assim que explico minha preferência a livros.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Exagero ou vaidade?

Entre o exagero e a vaidade, apoio a vaidade. Embora eu não devesse assumir, demonstrar fraqueza não impõe respeito algum, nem tudo que falei eu sou capaz.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Monotonia


Nesses últimos dias ando lendo muito, assistindo muitas séries e dormindo. Poderia dizer que se não fosse tais coisas começaria a enlouquecer. Como é que alguém aguenta ficar 24h em casa? Não fui feita pra isso, preciso sair, voar. Há pontos positivos em ficar em casa, entre os quais já disse a principio, ter um tempo pra si mesmo é incrivelmente reconfortante. Não ter hora marcada, criar suas próprias regras... mas meus senhores, e a monotonia? Não se esqueçam, sempre há uma coisa para atrapalhar. 
Amanhã, já está resolvido, marquei de sair com alguns amigos, vou sair dessa prisão e lembrar o que a palavra diversão significa.
Mas, que diabos, não seja tão injusta, há dois meses tudo o que você mais queria era isso, porque tanto reclama agora?
Pelo jeito, uma palavra que me define bem é Insatisfação. Em tudo, nunca estou totalmente satisfeita, seria um defeito querer que tudo seja perfeito?
Vou arrumar minhas malas e me mandar para outro lugar, um lugar que tenha sol. Onde possa ler meus livros entre novas paredes, em novos ares.

sábado, 11 de dezembro de 2010

É, estou feliz.



Hoje estou feliz, realmente feliz. Na verdade, pode-se dizer que estou assim a semana inteira. Aconteceram muitas coisas boas nesses últimos dias, tal como estar de férias, reencontrar amigos que não via há tempos, sair, dormir na casa de uma amiga, reencontrar mais 6 amigos que não via há muito mais tempo, terminar de ler mais um livro... haha.
São exatamente essas coisas que me deixam feliz. E são coisas tão simples, que mal há motivos para serem tão raros.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Are you gonna be my girl?




Well I could take you home with me,
But you were with another man, yeah!
I know we ain't got much to say
Before I let you get away, yeah!
I said, are you gonna be my girl?


TRADUÇÂO:

Bom, eu posso imaginar você em casa comigo
Mas você estava estava com outro cara, é!
Eu sei que nós não temos muita coisa pra dizer
Antes que eu te deixe ir embora, yeah!
Eu disse: "você quer ser minha garota?"

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Verdadeira face


Será mesmo que a maldade está nos olhos de quem vê? Ah, duvido muito.
Acredito que cada um nasce com uma certa maldade dentro de si, entretanto nem todos sabem expô-la tão facilmente como gostariam. Mas esperem senhores, um dia a garotinha há de explodir. A paciência vai se esgotar e ela deixará de ser a bobinha. E, em um vacilo, revelará sua verdadeira face.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

A menina que roubava livros.



eis um pequeno fato: Você vai morrer.

Com absoluta sinceridade, tento ser otimista a respeito de todo esse assunto, embora a maioria das pessoas sinta-se impedida de acreditar em mim, sejam quais forem meus protestos. Por favor, confie em mim. Decididamente, eu sei ser animada, sei ser amável. Agradável. Afável. E esses são apenas os As. Só não me peça para ser simpática. Simpatia não tem nada a ver comigo.

''Quando a morte conta uma história, você deve parar para ler''


#dicadelivro

domingo, 28 de novembro de 2010

Açucar, tempero e tudo que há de bom;



MUAHAHA. Lembra minha infância;

sábado, 27 de novembro de 2010

Relato de um homem:

"Tudo bem, queremos meninas legais, sexy, saradas, bonitas, inteligentes e boazinhas! Muito fácil falar, pois quando aparece uma assim, de bandeja, a primera coisa que a gente pensa é: oba, me dei bem. ficamos com elas uma vez, duas. Começamos a pensar que essa é a mulher que as nossas mães gostariam de ter como noras. Se sair um relacionamento, vai ser uma relação estável. Você vai buscá-la na faculdade, vocês vão ao cinema, num barzinho. Tudo básico, até virar uma rotina sem graça, você vai olhar os caras bem vestidos e bem humorados indo pra noite arrasar com a mulherada e vai morrer de inveja. Vai sentir falta de dar aquelas cantadas infalíveos na noite, falta de dar umas olhadas pra uma gata, ou de dar aquela dançadinha mais provocativa na pista. Você pensa: acho que não estou pronto pra isso, pra me enclausurar pro resto da vida nesse relacionamento.
E a boa menina se transforma numa mala, e aos poucos vai surgindo um nojo dela, uma aversão. Quando você vê o nome dela no celular, não dá vontade de atender... já era. Aquela promessa da vida estável vai por água abaixo, se a menina não se dá conta, nós começamos a ser grosso, muito grosso. E a pobre menina pensa: o que eu fiz? coitada, ela não fez nada, a culpa é nossa mesmo. Aí, voltamos pra nossa vidinha que nós tanto odiavamos até semanas atrás. não vemos a hora de sair e arrasar na noite, ou pegar aquela mulher gostosona que sempre quisemos. Grande desilusão. por mais que não queira, você pensa na sua menina boazinha que você deixou para trás. Ela podia ter seus defeitos mas era uma menina legal, que ficaria ao seu lado te dando valor. Enquanto isso a boa menina, chateada, lesada custa a entender o que ela fez pra ter te afastado dela, aí essa dúvida vira angústia, que vira raiva. A menina manda tudo a puta que pariu! não quer mais saber de nada, só de sair, zuar, dançar e beijar outros caras. Resolve então não se envolver mais, para não sair lesada ou chateada, muito bem! Acabamos de criar uma monstra. O tempo passa e nós continuamos na mesma, volta a reclamar da vida e das mulheres, elas só querem as coisas com homens cachorros, ou será que nós é que fomos cachorros? Elas são assim por nossa culpa. A mulher da night de hoje, era a boa menina de outro homem ontem, e assim sucessivamente. provavelmente essa nossa ex-boa menina, deve estar enlouquecendo a cabeça de outro homem por aí. Eu a perdi para sempre, ela virou uma mulher enlouquecedora... eu a encontrei na balada, e ela? nem me olhou... mas estava mais linda do que nunca.''

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

I think so,