segunda-feira, 29 de novembro de 2010

A menina que roubava livros.



eis um pequeno fato: Você vai morrer.

Com absoluta sinceridade, tento ser otimista a respeito de todo esse assunto, embora a maioria das pessoas sinta-se impedida de acreditar em mim, sejam quais forem meus protestos. Por favor, confie em mim. Decididamente, eu sei ser animada, sei ser amável. Agradável. Afável. E esses são apenas os As. Só não me peça para ser simpática. Simpatia não tem nada a ver comigo.

''Quando a morte conta uma história, você deve parar para ler''


#dicadelivro

domingo, 28 de novembro de 2010

Açucar, tempero e tudo que há de bom;



MUAHAHA. Lembra minha infância;

sábado, 27 de novembro de 2010

Relato de um homem:

"Tudo bem, queremos meninas legais, sexy, saradas, bonitas, inteligentes e boazinhas! Muito fácil falar, pois quando aparece uma assim, de bandeja, a primera coisa que a gente pensa é: oba, me dei bem. ficamos com elas uma vez, duas. Começamos a pensar que essa é a mulher que as nossas mães gostariam de ter como noras. Se sair um relacionamento, vai ser uma relação estável. Você vai buscá-la na faculdade, vocês vão ao cinema, num barzinho. Tudo básico, até virar uma rotina sem graça, você vai olhar os caras bem vestidos e bem humorados indo pra noite arrasar com a mulherada e vai morrer de inveja. Vai sentir falta de dar aquelas cantadas infalíveos na noite, falta de dar umas olhadas pra uma gata, ou de dar aquela dançadinha mais provocativa na pista. Você pensa: acho que não estou pronto pra isso, pra me enclausurar pro resto da vida nesse relacionamento.
E a boa menina se transforma numa mala, e aos poucos vai surgindo um nojo dela, uma aversão. Quando você vê o nome dela no celular, não dá vontade de atender... já era. Aquela promessa da vida estável vai por água abaixo, se a menina não se dá conta, nós começamos a ser grosso, muito grosso. E a pobre menina pensa: o que eu fiz? coitada, ela não fez nada, a culpa é nossa mesmo. Aí, voltamos pra nossa vidinha que nós tanto odiavamos até semanas atrás. não vemos a hora de sair e arrasar na noite, ou pegar aquela mulher gostosona que sempre quisemos. Grande desilusão. por mais que não queira, você pensa na sua menina boazinha que você deixou para trás. Ela podia ter seus defeitos mas era uma menina legal, que ficaria ao seu lado te dando valor. Enquanto isso a boa menina, chateada, lesada custa a entender o que ela fez pra ter te afastado dela, aí essa dúvida vira angústia, que vira raiva. A menina manda tudo a puta que pariu! não quer mais saber de nada, só de sair, zuar, dançar e beijar outros caras. Resolve então não se envolver mais, para não sair lesada ou chateada, muito bem! Acabamos de criar uma monstra. O tempo passa e nós continuamos na mesma, volta a reclamar da vida e das mulheres, elas só querem as coisas com homens cachorros, ou será que nós é que fomos cachorros? Elas são assim por nossa culpa. A mulher da night de hoje, era a boa menina de outro homem ontem, e assim sucessivamente. provavelmente essa nossa ex-boa menina, deve estar enlouquecendo a cabeça de outro homem por aí. Eu a perdi para sempre, ela virou uma mulher enlouquecedora... eu a encontrei na balada, e ela? nem me olhou... mas estava mais linda do que nunca.''

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

I think so,

sábado, 20 de novembro de 2010

Prêmio Dardos.

Já estava preparando minha próxima postagem quando abri minha caixa de e-mails e vi um novo comentário em meu blog  informando-me que recebera um selo simbolizando o Prêmio Dardos. Tal, que blogs alheios vêm recebendo por serem no mínimo de bom grado.

Fiquei muito feliz por meu blog estar na lista da Ritchy, blogueira que, por sinal, me encanta com seus textos.

 

Segue a proposta da homenagem:

 "Prêmio Dardos é o reconhecimento dos ideais que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc... que, em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, e suas palavras.”

Para que esse reconhecimento não acabe, pede-se aos homenageados que sigam os seguintes passos:

  1.  Você deve exibir a imagem do selo em seu blog;
  2.  Você deve linkar o blog pelo qual você recebeu a indicação;
  3.  Escolher outros blogs a quem entregar o Prêmio Dardos;
  4.  Avisar os indicados.
 Foi difícil escolher só dez, diante de tantos blogs bons que sigo, porém, creio que esses sejam os que eu mais acompanho.

  1. Amor e Ponto http://amoreponto.blogspot.com/
  2. Benevolência http://impulsoviital.blogspot.com/
  3. Delírios Secretos http://deliriossecretos.blogspot.com/
  4. Dessas Frases http://dessasfrases.blogspot.com/
  5. Estude-me http://estude-me.blogspot.com/
  6. All you need is love http://fugindodepadroes.blogspot.com/
  7. Delirios e Suspiros http://deliriosesuspiros.blogspot.com/
  8. Nem tão incerta, nem nada. http://debigorrilhaaegocentrica.blogspot.com/
  9. Bleeding Love  http://raawwrrforlife.blogspot.com/
  10. All Feelings http://whooiammm.blogspot.com/

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O Barquinho, o Mar e o Amor.

Meu barquinho de papel com a ajuda do vento me leve aonde for, e em nossa ultima viajem me levou a um lugar maravilhoso, com a mais bela vista já vista, onde me senti completamente avontade. Lá, o passado não causa dor -não há passado- e músicas não trazem nenhum tipo de lembrança. Realmente, um lugar maravilhoso. Alguém me espera por lá, alguém que me ama e mal consegue dormir ao sentir a brisa, aquela grande delinquente, que me segue e espalha meu cheiro pelo caminho antes mesmo de eu chegar, como se gritasse: Ela está vindo.

Enquanto era dia viajava tranquila, o barquinho se fez meu melhor amigo e confessei a ele todos meus motivos. Quando a lua chegou estava preparada também, havia um farol enorme e um cais bem à nossa frente. Seria sorte? Creio que não, meu barquinho era esperto, sabia o que fazia.

Com o tempo fiz outra amizade. Enquanto o frio aumentava durante as noites, era ela, a lua que me aquecia. Me contava histórias inéditas jamais imaginadas por mim, tão insegura e sem brilho. Como poderia imaginar que um dia saberia todos seus segredos? E o mais assustador: Como ela pode confiar eles a mim?

Foram dois meses assim, dois meses que passaram voando. Talvez o tempo tenha simpatizado comigo também, mas desgraçado fez tudo errado. Não deveria ter passado, o barquinho e a lua eram a mais perfeita companhia que eu poderia ter.

Finalmente, em minha última parada - nada comparado ao o cais da primeira noite ou ao calor de minha amiga lua - lá estava ele, o amor. Claro que quando disse que estava indo para algum lugar maravilhoso me referia a qualquer lugar que ele estivesse, não era óbvio? Larguei o barquinho ao mar e agora, sua única companhia é a lua. Nunca mais ouvi histórias antes de dormir e não lembro mais como é ter amigos.
Mais uma vez larguei tudo pelo amor. Mais uma vez.

16 de Novembro de 2010, era o que sentia.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Chuck e Blair 4x06



Podemos nos culpar pelo o resto da vida, ou podemos admitir a dolorosa verdade. Não foi culpa de ninguém, foi o destino [..] tragédia [..]
E quem sabe tudo seria diferente. Mas não é. Nos agarramos a dor, porque foi tudo o que nos restou.

XOXO, Gossip Girl.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Eu amo, porque gostar não é um bom verbo pra mim.

Eu queria saber se alguém está pensando a mesma coisa que eu nesse exato momento, seria possível? Pensamentos intercalados, acho que posso ouvir -bem no fundo- sua voz, mas não consigo reconhecer. Sei que todos nossos segredos estão expostos, frente a frente, e por incrível que pareça, pela primeira vez não tenho receio de que saiba, até gosto, mas preciso saber quem é.
É assustador pensar nisso, em você. Poderia ser, ou poderia transformar, no oposto que minha criatividade permite, misturando com a complexidade de emoções, qualquer coisa que pareça um sonho.
Está tudo bem, porém, porque eu colocaria meu coração à mostra para qualquer pessoa que eu sei que amo, e, claro, só existe em minha cabeça?
Mas vou proteger você, pois o amo, e quando o faço, é completo. É precioso, e é verdadeiramente eterno.

Não se engane com esse texto, pois o amor não é conto de fadas, nem de longe se assemelha a princesas dos livros com seus cavaleiros. É real, vulnerável e forte. É talvez um dos mais fortes já existentes. É por isso que dedico essas palavras a mim mesma, para que assim, quem sabe, mas pessoas se lembrem de amarem a si próprias.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Oferta do dia

Troco um coração antiquado e mal amado por um novo e mais moderno.
Preciso renovar minhas artérias, criar novos costumes e sentimentos.

Se houver interesse, tratar aqui. -n

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Straight Heat, Edit!

Ouvi essa música hoje pela segunda vez no Ipod do Bruninho, e gostei muito. *-* E por mais que ele diga não ser de ''mano XXL vida louca, é nois'', o ritmo soa meio mafioso, não sei... achei massinha. Um dia eu faço ele assumir que gosta de modinhas, aí facilita, né? haha.